Para este post eu vou precisar contar uma longa história, foram muitas emoções para uma só noite no Festival de Botecos. \o/

Cheguei, acompanhado da minha namorada, às 19h30m e começamos a noite com sorte! Encontramos B$ 5 Botequins, a moeda oficial do festival! Para constar cada Botequins tem o mesmo valor do Real, 1=1.

O movimento ainda era tímido, mas em questão de minutos o pavilhão começou a esquentar (um pouco pelo número de pessoas que foram chegando e outro tanto pelo calor das frituras e comidas de botecos que estavam sendo preparadas).

botiquins-guia-da-oktober-festival-de-botecos

Botequins = Dinheiros

Ao analisar todas as opções do cardápio quebramos um tabu que tínhamos, iniciamos a nossa noite de forma única e mágica experimentando o famoso Rollmops. Encontramos essa iguaria sem igual no Butiquin Wollstein e por apenas B$ 3, vejam só!

O rollmops na sua composição original é um filé de arenque na conserva enrolado em forma cilíndrica em torno de um pedaço de pepino em conserva ou de um pedaço de cebola ou de uma azeitona verde. Como o peixe arenque é encontrado apenas nas águas do Atlântico Norte, aqui no Brasil ele é feito com filé de sardinha.

Como previsto,  podemos dizer que trata-se realmente de uma experiência gastronômica única, mágica e azeda (MUITO azeda).

Ficamos tão emocionados que ao levantar da mesa minha namorada deixou o smartphone lá. Porém depois daquele pequeno infarto/susto de colocar a mão no bolso e não senti-lo voltamos rapidamente nossos olhares em direção à mesa e a moça da limpeza estava com ele em mãos! \o/ Ufa! Celular recuperado. 

Ainda na linha de frutos do mar e no mesmo boteco, experimentamos um Pastel de Siri recheado com 100g de siri. Esse sim estava muito bom, massa sequinha e frito na hora, ele chegou quentinho e bem temperado. 

salsicha-festival-de-botecos-guia-da-oktober

Salsichas Alemãs

Encontramos uma degustação grátis de salsicha, acredito que sejam aquelas Bratwurst (ou algo assim), uma salsicha de origem alemã, que tem das vermelhas e também das branquinhas. Gostamos das duas cores!

Trocamos uma ideia também com o pessoal da SHOUT Brasil que estava lá com um stand. Uma empresa de Indaial focada no desenvolvimento de vestuário e acessórios totalmente voltada ao mercado cervejeiro e seus apreciadores. Para as estampas eles fazem uma profunda pesquisa tanto relacionado a moda quanto a cerveja e sua história e criam peças únicas, divertidas e também informativas. Foi uma conversa bem bacana!

E não paramos por aí, agora era hora de matar a fome mesmo, chega de petiscos e Rollmops. Próxima parada foi no Boteco Santo Grahl e pedimos o Hamburguer di Buteko (por apenas B$ 12). Recheado com costela bovina, bacon, cheddar, tomate e cebola roxa, com um pão ciabatta. Realmente delicioso e muito bem apresentado! Valeu o investimento!

Durante o tempo que estávamos lá rolava o som da TnGDuo de Porto Alegre-RS, formada por dois multi-instrumentistas, que apresentaram ao público um show diferente, variado e descontraído. Uma mistura de instrumentos como o violino, harmônica e violão. Durante o evento ouvimos desde rock, blues, folk, pop e reggae.

Perto das 21h o local estava cheio, mas ainda muito agradável.

O que eu posso dizer sobre o Festival de Botecos? Bem, se você não foi perdeu uma experiência muito bacana, uma oportunidade de encontrar amigos e conhecidos. De manter o seu cérebro criativo experimentando comidas diferentes e ainda prestigiar um show de qualidade. Que venham mais Festivais como esse! \o/ A dica agora é procurar pelos botecos da região e ir visitando um a um para conhecer um pouco mais sobre a gastronomia e empreendedorismo local.

Comentários

Pin It on Pinterest

Share This