Riverotown Lambic com um copo ao lado

Hallo, amantes, degustadores e apreciadores de uma boa cerveja!

Alto lá! Antes de ler este post faz sentido dar uma olhada no Guia do Bom Cervejeiro | Parte 1 [Famílias]. Nele eu falo um pouco da história da cerveja e suas famílias, inclusive sobre a Lambic que será foco do post abaixo.
Dentro dessa família existem vários estilos: Faro, Geuze, Fruit e Kriek. Falarei um pouco de cada estilo, sobre a sua harmonização e seu copo ideal para consumo. ;)

Faro:

Lambic Faro tem uma adição de açúcar durante sua fermentação. O gosto doce do açúcar contrapõe-se à sua intensa acidez original.  O açúcar é originalmente adicionado pouco antes de servir, portanto não adiciona “gaseificação” (ou seja, ela não faz bolinhas) e álcool para a bebida. Faros modernas ainda são caracterizadas pelo uso de açúcar mascavo.

Ela harmoniza muito bem com o brunch (combina o café-da-manhã e o almoço tudo no mesmo horário, geralmente isso acontece quando o Fritz e a Frida acordam tarde). Ele geralmente é composto por: uma delícia que muitos de nós adoramos, os famosos ovos mexidos com bacon. Além de cereais, frutas, salada de vegetais, panquecas com geleia, chá, café, tortas e entre outros.

Brunch-Border-Grill1

E ae, abriu o apetite? Por: Blog.Vegas

Seu copo ideal para consumo é a Flute (Flauta). Pois sendo uma taça longa, faz com que realce e retenha o gás, facilitando com que o aroma intenso da Lambic seja lançado ao nariz rapidamente.

Geuze:

Cerveja Lambic Gueze

Vai uma Gueze? Por: BlogBeer

A cerveja Lambic Geuze é o resultado de uma mistura de uma Lambic ainda jovem (cerca de um ano) e uma Lambic velha (com cerca de dois a três anos), que posteriormente, é engarrafada para uma segunda fermentação.

Por causa do uso de lúpulo envelhecido para a produção de bebida, ela possui muito pouco ou nenhum sabor de lúpulo tradicional que são encontrados nas cervejas originais. Além disso, as leveduras selvagens que são específicas para fermentação da Lambic, dão a Geuze um gosto ácido. Devido a sua “gaseificação” (as bolinhas, lembra?), a cerveja é chamada de “Brussels Champagne“.

Você gosta de frutos do mar? Cervejas Lambic Gueze combinam muito bem com os seguintes pratos marítimos: arenque, bolinho de bacalhau, mexilhões, salmão defumado e sardinhas. Lembrando, quando juntamos a acidez da cerveja à acidez do prato temos uma sensação de acidez diminuída na boca.

Seu copo ideal para beber é o copo Tulip (Tulipa), pois ajuda a identificar melhor o aroma enquanto os lábios curvados ajudam a reter a espuma. Esse copo é utilizado para estimular a gaseificação.

Fruit:

Pelo nome você já deve deduzir, sim, a cerveja é frutada! Lambic Fruit é produzida com partes de cevada e trigos não maltado, tendo em sua composição a adição de frutas ou suco de frutas. As frutas mais comuns encontradas são: framboesa, pêssego, groselha, uva e morango. Os mais “raros” sabores de Lambic são: maça, banana, abacaxi, damasco, ameixa, amora silvestre, limão e blueberry (ou, como é conhecida aqui no Brasil, mirtilo!), e a cor da cerveja reflete a fruta utilizada. Sua graduação alcoólica é bem baixa, não ultrapassando os 6%.

“Eu já tive o prazer de experimentar uma Mort Subite Xtreme Framboise, não posso mentir, a cerveja é realmente muito boa, quem tiver a oportunidade de beber, recomendo fortemente!” Albino, quem vos escrever.

Cerveja Lambic

Que tal uma cerveja? Via: Deles

Para acompanhar uma boa Lambic Fruit recomenda-se o Foie Gras. Mas o que é isso? Bem, é fígado de ganso ou pato que foi alimentado “a força” até sua exaustão e é considerado uma iguaria na culinária francesa (sinceramente acho essa “iguaria” bem cruel!). E para tomá-la use o copo Flute (flauta) para melhor apreciação da bebida.

Foie Gras.

Vai um Foie Gras? Via: Telegraph

Kriek:

Cerveja Lambic Kriek

Quero experimentar! Via: Suregork

A Lambic Kriek é fermentada com Ginja (ou cereja-ácida), popularmente conhecidas como amarena.  Por se tratar também de uma Lambic, a cerveja Kriek também é ácida e seca. As ginjas são deixadas durantes vários meses em contato com a bebida, o que causa a refermentação do açúcar adicional.

Segundo a tradição, a Kriek é uma cerveja de verão, que deve ser bebida em um copo Snifter (balão). Por causa do formato arredondado com haste curta e boca estreita permite a fácil agitação da bebida para liberar o aroma intenso das cervejas mais fortes.  Pode ser consumido também como o Foie Gras.

 

 

 

 

 

 

 

Chegamos ao fim das Cervejas Lambic! \o/

Se você já experimentou algum dos estilos citados acima, conte-nos a sua experiência!

Fiquem ligados que em breve falarei sobre as Cervejas Ale.

Auf wiedersehen

Comentários

Pin It on Pinterest

Share This